Categoria

3 passos para aumentar a conversão da sua página de vendas

Descubra se o web design é apenas embelezamento ou se resulta em mais vendas para o seu negócio.
"É só colocar botão em cada seção que a conversão é certa"; disse Jonas, criador do curso fique milionário sem trabalho.

Parece engraçado, mas essa é a realidade de milhares de infoprodutores no Brasil: colocar botão em tudo que é lugar e achar que a venda vai acontecer.

Antes de aprender os 3 passos, você deve ter por base que antes de qualquer página de vendas de alta conversão existe um bom copywriter/escritor por trás.

Isso sem falar que existe também um produto que de fato resolve problemas.

O mais importante primeiro

Primeiro de tudo, faça uma análise profunda do seu produto. E quando eu digo "análise", é pra analisar com todo o senso realidade possível.

Responda a si mesmo as seguintes perguntas:

  • Qual é a promessa do meu produto?
  • Meu produto cumpre com a sua promessa?
  • Quais são os feedbacks que tenho recebido?
  • O meu produto de fato ajuda as pessoas?

É importante que você responda essas perguntas de mente aberta e com o maior embasamento possível, seja em feedbacks, avaliações ou até em comentários.

A função dessa análise é te dar uma clareza maior se o seu produto é bom e cumpre o prometido ou precisa ser remodelado.

Se ele é bom, continue lendo esse post. Se ele não é ou precisa de uma melhora, pare agora e melhore-o antes de terminar esse post.

Passo 1: esqueça o padrão

Não, eu não estou ficando louco. Mas com o tanto de informação inútil e errada por ai, me sinto na obrigação de te encaminhar ao lugar certo.

Uma das falácias mais comuns é: coloque milhares de CTA's (chamadas para ação em inglês) por toda a página. Ela é uma informação equivocada por N motivos.

O primeiro é que quem espalha CTAs a cada seção espera que o prospecto tenha um caminho fácil para encontrar o botão de compra e já efetuar o pagamento. É a famosa compra pela emoção.

Parece bom à primeira vista, mas olhando mais de perto, quem compra totalmente pela emoção está mais suscetível a pedir um reembolso posteriormente, visto que o produto não costuma ser o que ela esperava.

O segundo motivo é que se de fato o seu produto for bom, a pessoa vai encontrar o botão em algum lugar da página, porque ela está realmente acredita na sua proposta e vai fazer o que for preciso para comprar o seu produto.

"Beleza, então onde diabos eu coloco os botões de compra?"

Simples, você coloca nas seções que fizerem sentido colocá-lo. Você tem que pensar como o cliente.

Por exemplo, uma seção boa para colocar um botão é na seção de bônus, pois vocês está oferecendo um presente caso o prospecto compre o seu produto naquele momento.

Outra seção que um botão encaixa muito bem é a seção de "conquistas", pois você está mostrando para o prospecto o que ele vai conquistar com o seu produto.

Além disso, você pode colocar um botão fixo (botão que permanece visível durante a rolagem) no canto superior da página.

E para fechar esse passo, uma seção ruim para inserir um botão é a seção "sobre o infoprodutor", afinal, ninguém vai comprar o seu produto unicamente por quem você é. Não ao menos diretamente por isso.

Passo 2: compartilhe informações úteis e claras

Existe um fetiche maldito onde os infoprodutores querem encher a página de informação.

E de cara, não existe um problema nisso. O problema começa quando você coloca informações na página apenas por colocar, sem um objetivo direcionado.

Você não precisa por exemplo, escrever toda a sua história de vida na seção "sobre você".

Ninguém liga se você foi um menino frustrado com o brigadeiro que comeu quando criança e por isso decidiu se tornar o mestre do brigadeiro.

Agora, as pessoas se importam em como você aprendeu o que aprendeu e porque devem confiar em você na missão de ensiná-las.

Você não precisa escrever parágrafos e mais parágrafos apenas por escrevê-los. Agora se de fato você tem informações importantes sobre o produto e elas tiverem 2 parágrafos, insira-os na página sem medo.

O problema de uma página não é ter pouca ou muita informação, e sim ter qualidade naquilo que compartilha.

Por isso que existem páginas de 3 seções - como a página do Apiven que criei - que vendem absurdamente bem.

Exemplo de página de vendas com pouco texto | Apiven


Assim como você tem páginas cheias de texto e conteúdo - como a do Tony Robbins Brasil que criei - que apresentam uma alta conversão.


Exemplo de página com muito texto | Tony Robbins Brasil

Resumindo a ópera, escreva o necessário, mesmo que isso tenha 2 linhas ou 15. Não há problema desde que seja informação de qualidade para o seu cliente e que seja necessária.

Passo 3 - ancoragem assertiva

Parece básico mas quase ninguém faz, ao menos não do jeito certo.

A ancoragem consiste em mostrar ao cliente qual é o preço cheio (oficial) do produto e qual o preço com o desconto aplicado. 

Os infoprodutores fazem isso para mostrar quanto o prospecto estará economizando caso ele compre o produto durante oferta apresentada naquele momento.

Dito isso, existem 2 erros básicos que são cometidos na hora de fazer a ancoragem.

"Ei, toma aqui um desconto de 97%"

O primeiro deles é supervalorizar o produto/bônus em questão.

Por exemplo: o bônus tem um valor e preço equivalente a XX. Mas com o objetivo - erroneamente é claro - de aumentar falsamente o preço da economia, o infoprodutor coloca o valor e preço (tecnicamente oficial) do produto/bônus equivalente a XXXX.

É ridículo ver um produto que promete R$12 mil de economia em bônus. Se você é um dos que faz isso, reveja seu produto que tem o preço de um corsa.

Em resumo, você não só pode como deve ancorar o seu produto e os bônus (caso existam). Só não ancore em um preço surreal supervalorizando o produto.

"Ancorei, mas o barco saiu boiando"

O segundo erro na ancoragem é fazê-la pela "metade". 

É importante ancorar o produto e bônus em suas respectivas seções. No entanto, não menos importante é criar uma "tabela de ancoragem" na seção de compra.

Veja o exemplo abaixo onde criei a ancoragem assertiva na página do Augusto Cury:


Exemplo de ancoragem na seção de compra


Essa estratégia de ancoragem assertiva ajuda ao prospecto lembrar no momento de pré-checkout que ele está economizando com essa oferta.

Só isso?

Sim e não. 

Nesse post eu foquei em ensinar a você os 3 passos essenciais da conversão. Tenho certeza que com eles você já sentirá uma diferença significativa.

É claro que existem outras estratégias de escassez, cores, botões e elementos. No entanto, são estratégias mais pontuais e que devem ser executadas por um web designer.

Por isso, deixei para te ensinar as bases primeiro para depois ensinar práticas mais pontuais.

Por hoje é tudo, espero que tenham aprendido algo.